28/11/08

Dinâmica populacional brasileira

As melhorias sociais no Brasil ocorreram como na maioria dos países subdesenvolvidos no pós-guerra. Esta melhora está ligada à redução na taxa de mortalidade e natalidade devido às melhorias médico-sanitárias. Com o êxodo rural já não havia a necessidade de se ter muitos filhos, assim consequentemente ocorreu à redução na taxa de natalidade que segundo o IBGE era de 6,5 filhos na década de 1950. Portanto com a saída das famílias do campo em direção aos centros urbanos trouxeram á tona que mesmo com todas as melhorias sociais e sanitárias provenientes do termino da segunda guerra mundial a taxa de fecundidade veio a cair no Brasil, devido à necessidade do planejamento familiar. Em síntese não é necessariamente a queda das taxa de mortalidade no país que reduz o crescimento populacional, mas sim a soma de outros fatores como a inserção da mulher no mercado de trabalho e consequentemente o seu plano de carreira, daí a queda da taxa de fecundidade.

Assim a pirâmide etária nacional passa a ter uma redução considerável do numero de jovens e um aumento no número de idosos que criam e criarão maiores encargos para a previdência, pois, com o numero decrescente de jovens o país não terá recursos financeiros e mão-de-obra suficientes para a manutenção saudável da previdência social, causando severos impactos no quadro financeiro do estado.

Desta forma a dinâmica populacional brasileira é resultante das melhorias médico-sanitárias decorrentes do pós-guerra e das correntes migratórias em direção as cidades. Toda esta diminuição da queda populacional está ligada à participação efetiva do homem e da mulher no mercado de trabalho. Trata-se de um processo irreversível toda esta mudança na diminuição da taxa de fecundidade do Brasil.

A mudança da dinâmica populacional nacional se enquadra na teoria reformista onde o estado deve agir em função do social. Toda esta mudança está associada à melhoria dos parques industriais brasileiros que propiciaram esta revolução migratória e consequentemente em melhorias sociais. Assim com esta revolução no que condiz a queda da taxa de fecundidade no Brasil fica claro que quanto menor for à população e o seu crescimento melhor serão as condições do quadro social e econômico de um país.

4 comentários:

Lisa disse...

Oi Mario,
Tenho um selo no Pasárgada para você...

Kiss disse...

oi.. eu estou no 9º Ano..
e meu professor pediu um trabalho que eu não consegui achar no google.

o máximo que eu achei foi a sua matéria.
talvez seja eu q não tenha entendido direito, mas então..

eu queria entender o que seria:
"Dinâmica Populacional do Brasil".

o professor nem explicou a questão, então estou com dúvidas..

Agradeceria se você me respondesse quando for possivel (o mais breve possível) ;D

Kisstty.

Magnólia disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Irmão Walace disse...

Amigo, Nós devemos lutar por um mundo melho? talvez já não haja mais possibilidade para um mundo melhor. Poisse observamos o que a Bíblia fala, você entede que essas coisas iriam acontecer no fim dos tempos. Mas todo aquele que for fiel a ele até o fim ele vai dar a oportunidade de viver eternamente em uma cidade perfeita onde não haverá guerra,doenças,crimes,pragas,morte,ilusão,sofrimento... Uma cidade perfeita pra todos que quiserem.
Mas pra entra lá todos nós precisamos nos render ao Senhor Jesus Cristo pois ele disse na Bíblia:
Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim.
Ou seja devemos aceitar o Jesus que a Bíblia nos mostra e não outro senhor qualquer. Qualquer um que crê e serve a esse Jesus, esse Deus Supremo e maravilhoso terá a vida eterna em uma civilisação onde não haverá mais injustiças sociais. Deus o Abençõe em Nome De Jesus!